Oficina: Introdução à Modelagem Algorítmica na Produção Arquitetônica Contemporânea

A LeARQ recebe nos dia 02, 03, 09 e 10 de maio o professor e arquiteto Ernesto Bueno, que irá ministrar a Oficina de Introdução à Modelagem Algorítmica na Produção Arquitetônica Contemporânea, com o software Rhinoceros e o plugin Grasshopper.

O conteúdo da oficina aborda diferentes práticas e abordagens de projeto arquitetônico na era digital, com uma metodologia teórico-prática, intercalando aulas expositivas, discussões, exercícios elaborados com tutoriais passo a passo e desenvolvimento progressivo de um projeto.

O evento é organizado pelo próprio Ernesto e pelos professores arquitetos Beatriz de Abreu e Lima e William Ramos Abdalla, em parceria com a LeARQ Escola de Computação Gráfica.

 

A data | 02, 03, 09 e 10 de maio de 2015

O horário | 09:00 às 17:00 | com intervalo de 12:00 às 14:00

Inscrições e maiores informações | Compareça a escola ou ligue 3050-6210 / 3024-4445

O plano de aula | 

Dia 1: Sábado, 02 de abril (6 horas)

Introdução à modelagem algorítmica e à fabricação digital na arquitetura;

  • Diferentes práticas e abordagens de projeto arquitetônico na era digital.

Interface do Rhino e do Grasshopper: janelas, menus, botões e comandos;

  • Desenho CAD no Rhino e similitudes e diferenças com AutoCAD;
  • Modelagem de sólidos primitivos e diferenças com SketchUp e 3ds Max.

Transformações I: mover, rotacionar, escalar.

  • Exercício: composição de sólidos.

 

Dia 2: Domingo, 03 de abril (6 horas)

Parâmetros vetoriais: pontos, vetores, planos e grelhas;

  • Exercício: Croquis sobre grelhas paramétricas.

Transformações II: mover, rotacionar, escalar, parametricamente;

Modelagem de curvas, planos, superfícies e sólidos;

  • Superfícies de transição e superfícies de barrido;
  • Exercício: torre por sequência de transformações.

Operações booleanas em regiões e em sólidos: união, subtração, interseção;

  • Projeto baseado nos exercícios de composição de sólidos e torre.

Transformações III: orientar, cortar, estender, morphing.

  • Exercício: povoar superfícies.

 

Dia 3: Sábado, 09 de maio (6 horas)

Produção CAD a partir do 3D:

Projeções e seções para desenho técnico;

  • Layout de pranchas, cotas, texto, e exportação.

Fabricação digital: estado da arte e aplicações na arquitetura no Brasil;

Estratégias para fabricação digital: rebater, rotular, Nesting;

Racionalização I: Contouring, voxelado e Waffle, aplicações no design de mobiliário;

 

Dia 4: domingo, 10 de maio (6 horas)

Agenciamento (sistemas “responsivos”): atratores e repulsores.

Racionalização II: superfícies planificáveis: triangular, reconstruir, panelizar;

Atualização projeto: fechamentos e coberturas;

Sistemas generativos: grades e nuvens de pontos, diagramas de Voronoi; aplicações no urbanismo: parcelamento, simulação volumétrica;

  • Inserção do projeto no contexto urbano gerado.

 

Sobre o Rhinoceros

Rhinoceros (também conhecido como Rhino 3) é um programa de modelagem tridimensional baseado na tecnologia NURBS (Non Uniform Rational Basis Spline).
Desenvolvido pela Robert McNeel & Associates, o programa nasceu como um plugin do AutoCAD, tornando-se mais tarde um aplicativo independente lançado no mercado em 1998.

 

Sobre o Grasshopper

O Grasshopper é um plugin do Rhino 3D. Ele permite o usuário gerar formas orgânicas de maneira paramétrica, ou seja, é possível ajustar todos os aspectos da geometria projetada.

 

 

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

Akos, G; Parsons, R. Grasshopper Primer, Third Edition, v. 1: Foundations, New York: ModeLab, 06/10/2014. Disponível em: <http://modelab.is/grasshopper-primer/>, acesso em: 28/03/2015.

 

Pottmann, H; Asperl, A; Hofer, M; Kilian, A; Bentley, D. Architectual Geometry. Bentley Institute Press, 2007. ISBN 978-1-934493-04-5.

 

Kowaltowski, D; Moreira, D; Petreche, J; Fabrício, M; (Org.). O processo de projeto em arquitetura: da teoria à tecnologia. São Paulo: Oficina de Textos, 2011. ISBN 978-85-7975-033-5.

 

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

Celani, G; Pupo, R. Prototipagem rápida e fabricação digital para arquitetura e construção: definições do estado da arte no Brasil. In: Cadernos de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, v. 8, n. 1, 2008. Disponível em: <www.mackenzie.com.br/dhtm/seer/index.php/cpgau/article/view/244/103>, acesso em 04/06/2013.

 

NATIVIDADE, Verônica. Fraturas metodológicas nas arquiteturas digitais. 2010. Dissertação (Mestrado em Projeto de Arquitetura) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: <www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16138/tde-16062010-153027/>, acesso em: 12/03/2015.

 

Terzidis, Kostas. Algorithmic Architecture. Oxford: Architectural Press, 2006.

 

VARELA, Nuno. Arquitecturas experimentais: práticas criativas contemporâneas. 2009. Dissertação (Mestrado em Criação Artística Contemporânea) - Universidade de Aveiro, Aveiro (Portugal), 2009. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10773/1160>, acesso em 09/03/2015.